Seja bem-vindo, volte sempre e o último a sair apaga a luz ! :D

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Eu sou Vanessa Provietti, tenho 25 anos, sou carioca, sou loira, sou linda, sou leonina, sou tricolor (é a ordem natural das coisas hahah), sou caçula, sou pequena e esse é um dos meus apelidos também. Sou apaixonada por palavras. Eu amo escrever, violão,judô, praias, chocolate, me expressar, viagens, Deus, a vida e as pessoas que fazem parte dela.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Carência.

É, eu me recuso a ver tv.  Porque cada noticiário, sin
to como se tivéssemos a um passo a mais do fim. E não estou aqui pregando evangelho.
No meu ponto de vista o fim não está na passagem, e sim, na ausência.
E existe tanto bem por aí. Não quero acreditar que na balança dos equilíbrios o mal tenha superado o bem.
Sabe o que falta?
Falta verdade. Falta fé. Falta paz. Falta essência.
É isso há carência de Deus. Carência de essência.
O que falta é amor!


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Eu teria te escolhido mil vezes, Rainha.


Então, eu sempre fui melhor escrevendo do que falando, lembra de quantas cartinhas de desculpas e parabéns, por não conseguir dizer?
Lembro de um dos seus últimos momentos de lucidez, eu estar com a cabeça baixa encostada no teu leito, você acordar e dizer: oi, minha princesa, tudo bem? Como se para você estivesse, minha guerrreira, como eu te admiro. Sua trajetória, sua luta, sua garra, suas conquistas, quantas e quantas você enfrentou e testemunhou. Nesse mesmo dia você falou do orgulho pelos seus filhos para o enfermeiro, do quanto era realizada em nos ter, do quanto eu era diferente desde o nascimento e que eu não tinha sido uma gravidez desejada e a vida se encarregou de fazer de você por mim melhor, da nossa união e riu
que eu tava eu lá cuidando de você. Eu vou guardar cada palavra dessas, e mãe, eu vou continuar tentando ser tudo o que você esperava que eu fosse. E buscando em cada detalhe teu, me espelhar. Porque se eu for 1/3 da mulher que você foi, eu fui tudo o que eu espero.
Hoje é o sétimo dia, de um capitulo fisicamente sem você, às vezes eu acredito que é um pesadelo e uma hora eu vou acordar e você vai estar aqui me abraçando de ''conshinha'' sem questionar, julgar ou perguntar o motivo da dor, só se fazendo presente de um jeito que só você era capaz de fazer. Mãe, como eu sinto falta disso, o teu abraço é sem sombra de dúvidas o lugar mais seguro de se estar. Ironico saber que hoje só o teu abraço confortaria, né?
Muitas vezes eu blasfemei contra tudo de melhor que você me deixou de herança - contra a minha fé. Cheguei odiar a medicina, cheguei a cogitar a ideia de abandonar a faculdade, porque a pessoa mais importante do mundo não podia mais ser salva - presunção a minha não sou eu que salvo é O cara lá de cima né? Mas lembra quando a comecei, eu só queria cuidar e aprender ajudar você. E sim mãe, sou feliz, grata e reconfortada, por saber que o fiz, que estive com você, que cuidei, e mais ainda em saber que te lembrei todos os dias o quanto eu te amava  e o que você é/foi/será a melhor mãe do meu mundo.
É, minha rainha, hoje é o sétimo dia, dizem por aí que existem 7 céus, eu espero que em cada um desses dias você tenha passeado por um deles. Mas que Papai do Céu, tenha escutado minhas orações e te preparado o lugar de maior afago, um castelo que sempre foi teu. Descansa, meu amor. Não há dúvidas que é ele que está cuidando de você agora.
Eu vou estar aqui imaginando que em cada vento sinto um abraço teu, olha por mim, meu anjo, me guia, me protege, deixa eu lembrar de cada exemplo teu para ter forças, foi pra isso que ele nos escolheu, né?
Mãe se ele não tivesse nos escolhido, eu teria te escolhido mil vezes.
Te amo para sempre, te levo comigo! <3

" De todo o amor que eu tenho, metade foi tu que me deu
salvando minh'alma da vida, sorrindo e fazendo o meu eu . ''

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Cuspindo!


É muita academia. É muita paixão. É muita gente. É muito pouco tempo.
É muita estética. É muito sexo. E tão pouco amor.
É muito fácil. É muita mentira. É muita carência. É muito apego. É muita invenção para continuar a sentir.
É muito ''mimimi''. É muita intensidade. É tudo muito. E tão poucos dispondo.
O que carece é essência, é isso. O fato é que andei perdendo o tesão para a hipocrisia! ;)

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Sem perdão não há amor! :)

" Amor que é amor dura a vida inteira. O amor resiste à distância, ao tempo, ao silêncio das separações. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto." O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar.O poeta soube traduzir bem quando disse: ' Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração! ' Bonito isso. Enxergar sonhos que antes eu não saberia ver sozinho.. "(Pe. Fábio de Melo)

Ps.: Concordo! (: E digo mais, o amor é algo que pouco conhecemos, e o que todos precisamos! O amor é único e incondicional. Não há genérico de amor. Nos leva a lugares inatingíveis, nos ensina a perdoar, nos aproxima de cristo. E amar para mim é mandamento, não pecado!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Instrumento Dele em mim !


Hoje quero fazer menção a alguém ultra importante em minha vida, não por ser uma data comemorativa, mas porque hoje mais uma vez fomos provadas.
É, mãe esse aqui é pra você!
Ontem você foi mais um dia daqueles, que me dá um medo imenso de te perder,
e engraçado mais uma vez papai do céu me fez presente e usou para conosco da sua misericórdia, reestabelecendo nossa fé, fé esta que você me ensinou e fez penetrar em meu coração, a ponto de nada, tirar daqui.
Me instruiu a amar, a fazer o bem, a sempre buscar ser alguém melhor. E afirmo que tudo isso foi você sendo um instrumento Dele mim. Foi o que você aprendeu com ele e me transmitiu.
Sim, mãe, foi através de você que eu aprendi o qual perto de Deus eu posso chegar. E que por mais que tudo pareça afastar, ele nunca se afastará de nós.
A cada luta pela sua vida, a cada vitoria em nossas vidas, eu enxergo o tamanho amor e proposito que ele tem para com a senhora.
E sou grata, sou grata demais por ele ter me dado você, por ele ter escolhido você pra mim e pelo laço muito mais que sanguíneo, muito mais que amigo, vou além mais que de alma que temos hoje.
Mãe, eu te amo, e essa é só mais uma vez Papai do Céu mostrando seu amor através da vida. E mais que existem valores e sonhos que nunca poderíamos reconhecer sozinhos. Mostrando mais uma vez o quanto ele é perfeito e que ele NUNCA se esquece de nós!
Deus te ama mãe e eu também! Você vai sair bem e perfeita dessa e vai ser só mais uma história da sua fé em Cristo a contar! <3

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Cartas a quem já foi muito importante pra mim - Por Daniel Bovolento.

" Bateu saudade gostosa, sabe? Nada daquela saudade possessiva ou que clama pra entrar numa máquina do tempo e bater na tua porta feito a primeira vez.
Você tá sendo uma lembrança boa de alguém que foi muito importante pra mim. De um amor que foi amor, sim, mas acabou. Acabou e eu te guardo com carinho nos traços, nos quartos, no jeito de rir que eu peguei de você. Te guardo nas formas de redecorar as folhas de caderno, de olhar as vitrines da loja e de sair das mesmices. Cê me tirava da monotonia de um jeito fácil demais, e eu nem desconfiava que era planejado. Também não dava pra suspeitar porque olha, se tem um coisa que me faz falta, é aquele sorriso espaçado com uma brecha entre os dentes do qual eu tanto debochava. Debochava de você sem confessar que eu bancava o bobo pra te ver feliz.
Você foi aquela minha história bonita que eu vou contar pra todo mundo. Vou lembrar do teu nome no meio da noite e te ligar, se não for incômodo, pra bater um papo e brincar de reaquecer o passado no forno. Mas sem aquele desespero de querer de volta ou de escrever recaídas tortas na portaria do teu prédio. Só sinto mesmo um gostinho de doce na boca quando abro as vogais do teu nome e faz bem adoçar a língua com as memórias boas de você.
Cê sabe que eu ainda guardo tudo que foi da gente? Guardo com afeto e sem ressentimento. Nosso amor-superado bate à porta como um velho amigo e eu me preocupo tanto com você ainda que no fim do dia eu me pergunto se você tá feliz. Tá feliz? Se não tiver me liga e vem pegar uma praia comigo que eu te coloco nos eixos e te lembro que ainda vai aparecer alguém pra te lembrar, pra justificar o porquê de você não ter dado certo com ninguém até agora. Me liga e vem tomar um cerveja comigo pra gente trocar umas confissões como dois melhores amigos, mesmo que isso alimente receios dos outros que insistem em dizer pra gente que o nosso problema é ter deixado ponta solta no fim da história. Bobagem deles. No meio das confissões e dos nossos trôpegos segredos, a gente já deixou claro um ponto final ali no meio. O que a gente sente pelo outro é carinho agora.
E eu acho tanta graça quando a gente percebe que num mundo como esse ainda tem gente que não sente essa saudade boa do passado. Essa coisa gostosa de respirar aquele ar gelado e se lembrar do mar. É tipo isso que eu sinto quanto lembro do teu nome às 6 da tarde enquanto saio do trabalho. Me faz um bem danado te encontrar de meses em meses mesmo que a gente não tenha trocado uma palavra nesse meio tempo. Porque eu reconheço que tem tanto de ti em mim e tanto da gente escrito por aí que deixar de te levar comigo seria o mesmo que dispensar as coisas todas (boas, ruins e indiferentes) que a gente aprendeu junto.
Porque eu tenho a certeza de que a gente pode não ter sido o caminho certo, mas o nosso passado-guardado fez da gente bússola um do outro. "

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Vem dançar comigo?


Quinta Feira. 29/08/2013. Está indo agosto que pareceu durar 2 anos e vindo setembro, as únicas preces, é que seja doce, traga tudo o que agosto levou e mais!
Em meio a tantas descobertas. Pessoas. Night. Bebida. Uma busca incessante de trazer o que foi bom depois de tantos dias ruins. Gente, muita gente. Música alta, apenas para abafar os ruídos que meus pensamentos tem posto em ultimo volume. Amnésia alcoólica, afim de tirar da memoria tantas coisas que pesam e ela não permiti esquecer. Por fim me sinto leve. Divertida. Moleca. Com uma auto estima no céu. Forte. Pronta pra próxima dança. Mas diferente de tanto tempo atrás, me sinto segura. Com pés no chão. 
Tendo plena convicção de que não importa o quanto a balada esteja bombando, vai ter uma hora que vou deixar de querer  
estar segurando um copo e ir segurar uma mão!  Vem dançar comigo? 


quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Re-compensa.


Quinta feira. Um dia como outro qualquer. Em meio a um turbilhão de pensamentos e emoções. Uma profissão reconfortante.
Confesso que foi um sacrifício levantar às 5 horas da madruga, porém ao chegar naquele CTI, não imaginava a recompensa que teria em me sentir útil na vida de pessoas que precisam da minha ajuda de verdade, em um momento deixar aquele defeito humano de achar que o mundo gira em torno de mim, e poder esquecer dos meus problemas (que hoje afirmo tão pequenos, fúteis e mesquinhos) para estar em prol de alguns entre a vida e a morte, pessoas que talvez naquele momento gostariam de ter a força, saúde e tempo para simplesmente viver.
Hoje em um dos leitos após preparar a medicação, ouvi a supervisão dizer: as medicações dele foram suspensas, agora é só sedativo para que não sinta a dor e tenha conforto, estava sendo aplicada a tal da ortotanasia no nosso ramo é dar ao paciente uma morte digna, sem abrevia-la ou prolonga-la, na hora deduzi que ali seria o fim para aquele senhor, pensei em quantas pessoas que precisavam dele sentiriam, pensei em talvez apesar de não lúcido o que estaria se passando dentro dele naquele momento, pensei que ali poderia ser um ente querido meu, fui humana, ao concluir que não somos nada.
Hoje mais que nunca tive certeza do que escolhi seguir, quando vi uma outra paciente que a pouco estava entre a vida e a morte recebendo alta e agradecendo como se aquilo fosse a melhor coisas que alguém poderia lhe proporcionar, tive orgulho de estar ali naquele momento, de ter participado daquela alta, tive acima de qualquer coisa a gratificação de estar começando num futuro incerto, porém recompensador e mais cheio de fé!
E hoje afirmo, cuidar é muito mais que ser gente, como diria Caetano: quando a gente gosta é claro que a gente cuida.
Notei assim, que em tudo existem o bem e o mal, o certo e o errado, o fim e o começo - e às vezes o recomeço também. Sinceramente na vida, nem tudo é sobre o que se ganha e o que se perde, o que parte e o que fica, mas sim o que se deixa! O fim é uma certeza, apesar de não estarmos preparados, a questão não é sobre quantas riquezas ou estatuas você arrecadou nessa vida, mas sim em quantos corações você virou monumento, quantas vezes você somou. Sabe? Cara, a vida não é PORRA nenhuma se você não tocar a vida de mais alguém!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Permitam-se!

A última vez que estive aqui, acho que deixei expor sentimentos pesados, triste, frios, após inundar esse blog de coisas cheias de amor, deixei que coisas ruins desvalorizasse o peso das coisas boas nessa vida.
Por isso, se me permitem hoje quero rever aqueles conceitos, sim, eu também cometo equívocos, mudo de opiniões, falho, cresço.
Gente, você que supostamente está lendo isso agora, entenda, não me arrependo de ter expressado nada no post anterior, e menos ainda nos anteriores a ele.
Porém se de alguma forma minhas palavras cuspidas possam fazer sentido na vida de alguém aí, eu quero me retificar, e hoje vos digo: Amar não mata, amar é bom, amar é doce, amar é o que move o mundo, o que faz sofrer não é o amor, é as coisas negativas ao redor dele.
Então, hoje por meio desse pedacinho virtual eu quero desejar a vocês, a nós.
Que não nos deixemos bloquear, que a gente se permita chorar, gritar, lembrar, doer, sentir falta, que a gente tenha tempo, e se permita perder, que a gente aprenda que não devemos esperar dos outros atitudes nossas, somos todos humanos e estamos suscetíveis
a erros, que a gente possa enxergar o lado bom de tudo, que a gente aprenda a perdoar. E que a gente aprenda que contos de fadas não existem, mas a sua história pode ter quantos capítulos fantásticos você quiser!
Mas que antes e acima de tudo permitam-se SENTIR de novo!

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Dor.




Dor de cabeça. Dor no corpo. Dor física. Dor emocional. Dor no peito. Dor por dentro. Dor na alma. Eu nunca acreditei que essa dor se materializasse tanto. Porém tudo há primeira vez e sim. Doí como se você tivesse apanhado e muito. Sido surrada por uma multidão. Sido agredida por um mundo de mentiras.
Onde cicatrizaram sua força. Espancaram seu coração. Cuspiram na sua alma. E de resto pegaram todos os seus sentimentos bons, os melhores que já pode ofertar, e limparam o cú com eles. A pior das traições são aquelas que levam sua confiança, levam o melhor de você. Sabe aquele dito de "quanto maior o voo, maior a queda"? É, ele faz todo sentindo agora. Sabe todo aquele castelo de auto confiança? Sabe todo aquele escudo de proteção? Sabe aquela muralha de amor próprio? Eles me fazem muita falta agora. É, feito anti-vírus, você se sente seguro demais e deixa de usar e a consequência é a ameça vir e destruir teu sistema. É, mas assim como vírus, tudo depois que passa e trata a gente cria resistência. E hoje como uma garota que de qualquer forma na mais insignificante que seja pode vir a formar opinião, eu quero lhes dizer, que tenham sabedorias para não deixar que sua nobreza vire pedra, que nunca desistam de amar e ser amados, porque o ruim é não sentir nada. E que em meio ao asno, repulsa e ódio, vocês tenham a humildade de agradecer a Deus, seja por ter livrado, seja pela felicidade momentânea que um dia teve, pela a honestidade de ter sido e dado melhor de você. Por ter agido de acordo com seu coração e que tenha fé para não se perder e para perdoar, mas acima de qualquer coisa pela força de continuar, por aquela força que não se sabe que possui, até a única alternativa é ser forte.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Mudo pronomes!

Hoje seria mais um dia 25 comum, mas a vida transformou num dia memorável e especial. E você que está disposto a ler isso, não desista agora esse é o meu romance favorito. Provavelmente vocês já sabem quem eu sou, por isso não vou me limitar a apresentar os personagens desse conto. Então, vamos lá. Como todos estão carecas de saber, todo romance começa quando alguém nos encontra, e comigo não foi diferente. Há 1 ano e 5 meses atrás, um certo alguém entrou em minha vida de uma forma que eu nem sei explicar, e sinceramente não me cabe mais. Mas o fato é que eu até tento mais não sai. Acho que desde então os meus textos são trejeitos de por pra fora tudo o que ele tem feito por aqui, dentro, em mim. Ele chegou e mudou TUDO dentro do coração, do pensamento, da alma.
Veio imerso em bagunça e organização, sujeira e limpeza, festa e serenidade. Trouxe paz, felicidade, cumplicidade, parceria, e também amizade. Trouxe sorrisos, coração aberto, alegria, humor, grosseria, prazer. Trouxe confiança, ciúmes. Trouxe defeitos, qualidades, virtudes, afeto. Trouxe carinho, aquele que eu nem esperava. É, isso trouxe tudo o que eu precisava, tudo e muito mais. Ele trouxe algo que eu não sentia, aquilo que eu no fundo mais sonhava e precisava sentir: estava precisando amar e se sentir amada. Lógico que eu sou amada por Deus, pelos meus pais, famílias e amigos, até pelo meu cachorro, porém nada, repito nada se compara a ser amada por alguém como ele. Nada se compara do cheiro da nuca ao sentimento de troca, dos olhares decifrados sem uma palavra se quer a respiração perto do ouvido, do perfume ao sorriso, dos olhos de peixe morto a cara de criança levada. Nada se compara ao toque a preocupação, do carinho ao respeito, das ''porcarias'' ao coração. Como eu disse nada se compara, nada como eu e você. Eu sei que posso ser tudo - tua, uma amiga, companheira, filha, mãe, parceira, confidente, talvez. Mas não eu prefiro ser mais, eu prefiro ser algo mais. Eu prefiro namorada. A mulher. A pessoa que da colo depois de um dia de trabalho. A pessoa que aconselha no momento difícil. Aquela que vai amar como se fosse o último ser no mundo, como se fosse o mundo. E, é o meu mundo. O meu tudo. O amor da minha vida. E se eu puder fazer o que nunca ninguém fez por ele, eu farei e faço. E tudo o que está escrito aqui é ele descrito. É a nossa relação em palavras. São as vontades, manias, crises, brigas, discussões, encontros, desencontros, olhares, diálogos,  tudo. É ele. E sempre vai ser. Porque ninguém no mundo, pelo menos no meu, conquistou algo tão intimo de mim. O meu amor. Esse amor que não desiste da nossa historia. E que saber? Nem a gente! E só porque você leu até o final, tem mais, eu mudo pronomes! Te amo e que venha muitos e muitos 1 ano e 5 meses ³²¹ . <3

domingo, 31 de março de 2013

Morte, vida & amor!


Em primeiro lugar Feliz Pascoa, que nessa data a vida de Jesus possa ressuscitar todos os dias em seu coração, que seu dia seja repleto de presentes com muitos chocolates, paz. esperança, amor e fé, mas principalmente seja uma data especial porque foi através do plano de redenção que Papai do  Céu deu a vida de seu filho por mim e por você, e assim dar a oportunidade de estarmos vivendo hoje, para que através da sua ressurreição fossemos provados do amor de cristo e principalmente percebêssemos que o sacrifício
 maior foi feito, e mesmo sabendo que muito iriam rejeitar ele o fez, ele o teria feito, mesmo que somente por eva, por mim ou por você e de todas as doutrinas que li, vivenciei ou ouvi a única coisa em comum é a conclusão de que ele (Deus) só requer uma prova de que toda humilhação, toda culpa sendo santo, toda dor, todo sacrifício,  tudo o que pregou, valeu a pena, ele  quer que amemos ao próximo como ele nos amou!
Lembre-se sempre e guarde essas palavras: a pascoa talvez seja uma demonstração que a vida é maior que a morte, mas primordialmente que o amor, esse sim, é maior que os dois! 

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Pense nisso!


O que é amor?
A palma de sua mão fica suada, seu coração acelera, e sua voz fica presa no peito? Isso não é amar, é gostar. Você não consegue manter seus olhos ou suas mãos longe dessa pessoa, estou certa? Isso não é amor, é desejo. Você esta orgulhosa, ansiosa para mostrá-la? Isso não é amor, é orgulho. Você gosta dele por que você sabe que ele está lá? Isso não é amor, é solidão. Você está lá por que é o que todo mundo quer? Isso não é amor, é lealdade. Você está lá por que ele te beijou ou segurou sua mão? Isso não é amor, é insegurança. Você continua com ele por causa de suas confissões de amor e por que você não quer machucá-lo? Isso não é amor, é piedade. Você continua a pertencer a ele por que vê-lo faz seu coração pular? Isso não é amor, é paixão. Você perdoa os erros dele por que você se importa com ele? Isso não é amor, é amizade. Você daria todas as suas coisas favoritas em consideração por ele? Isso não é amor, é caridade. Seu coração quebra e dói quando ele está triste? Então é amor. Os olhos dele vêem seu verdadeiro coração e tocam sua alma tão profundamente que dói? Então é amor. Você aceita os erros dele porque são parte de quem ele é? Então é amor. Você se sente atraída à outros, mas continua com ele fielmente e sem se arrepender? Então é amor. Você daria a ele seu coração, sua vida, sua morte?
Pense nisso por um segundo.
Talvez seja amor.