Seja bem-vindo, volte sempre e o último a sair apaga a luz ! :D

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Eu sou Vanessa Provietti, tenho 25 anos, sou carioca, sou loira, sou linda, sou leonina, sou tricolor (é a ordem natural das coisas hahah), sou caçula, sou pequena e esse é um dos meus apelidos também. Sou apaixonada por palavras. Eu amo escrever, violão,judô, praias, chocolate, me expressar, viagens, Deus, a vida e as pessoas que fazem parte dela.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Antes e depois.



Disseram-me uma vez que eu só me importava comigo e minha mãe sempre mensurava que eu tinha “coração de pedra”. Talvez porque eu não demonstrava sentimentos simplesmente porque não os possuia, não relacionado a algo mais que família e amigos. Sim, eles não estavam completamente errados.
Hoje em dia eu sou otária até demais, não sei se mais feliz ou não,
Se dou qualquer falha chega pesar a consciência, nem me reconheço.  Se faço a fiel, ninguém acredita.  
Se demonstro demais, se acostumam mal. Se eu trato sem alardes, acham que eu não me importo.
Se faço promessa, não duram para sempre ou a usam como
papel higiênico.  
O fato é que tudo que começa no erro, tende a findar no erro, e o erro foi meu.
Por tentar, tentar e tentar, foi como usar o poema como papel higiênico e é um tal de limpar c* com sentimentos mais nobres. 
A sutil diferença do Antes e Depois? 
É que eu não costumava baixar guarda e menos ainda por qualquer vestígio de sentimento nas mãos de alguém, é por isso que a antiga sempre vence!

Adeus, lá vou eu pro ultimo casamento da família, parabéns irmão, aliás, sorte! Rs

sábado, 1 de janeiro de 2011

Novo e Doce! (yn)




   ANO NOVO!
Eu estive pensando qual o real significado disso, além de que lá vem mais um ano.
Eu queria entender o porquê gosto tanto dessa data comemorativa, então cheguei à conclusão, que eu diferente dos outros não faço promessas, não dito regras. Nesse dia eu só costumo agradecer por todo aquele ano que passou e muitas vezes, até desejar repeti-lo.
   Não farei uma lista de metas a cumprir, seja ela para o bem geral ou individual. Não vou auto punir-me pelas besteiras que cometi. Não vou montar uma tabela de comparação dos meus erros e acertos, defeitos ou qualidades. Eu simplesmente vou pedir que venha, venha o novo ano e seja NOVO e DOCE.  
   Estive na praia e em certo momento eu sentei na areia, peguei o celular e eu não sabia pra quem ligar, pode ter sido saudade dos pais, dos irmãos, de outros amigos, da pessoa - Não tinha sinal. Na verdade não, era uma sabedoria pequena, como se eu apenas precisasse me livrar das coisas. Essa confusão desordenada de começo e fim.
   Eu quis sair dali entrar no mar, dar os sete pulinhos nas ondas e não conseguia acreditar em qualquer superstição que aquilo tivesse.  Eu me senti realizada de em um tempo tão curto conseguir pensar em todas as pessoas que tiveram participação especial em minha vida durante esse ano, seja no ano inteiro ou em qualquer pequena porção dele, naquelas que conheci esse ano, e em cada momento lindo que eu tive, que ano gostoso, livre e de grandes conquistas. Eu quis muito que cada uma dessas se sentisse momentaneamente abraçadas por mim. Fiquei de pé e só descobri uma vontade imensa de correr na areia gritando: Feliz ano novo! Mais um ano que acabou para a vida continuar, é assim que eu gosto de pensar.
   Virada do ano. Uma alegria abundantemente viva e fugaz.  Orgasmos múltiplos para os que se fizeram forte. Dane-se o desnecessário limite. Chegamos até aqui. Obrigada Senhor!
Lá vamos nós embarcar no próximo, com rotas desconhecidas e mesmo assim esperadas.
E dessa vez para contrariar a tradição: FÉ, SAÚDE, FELICIDADE, PAZ E AMOR e
MINHA PROMESSA DESSE ANO! É o que tem pra hoje.