Seja bem-vindo, volte sempre e o último a sair apaga a luz ! :D

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Eu sou Vanessa Provietti, tenho 25 anos, sou carioca, sou loira, sou linda, sou leonina, sou tricolor (é a ordem natural das coisas hahah), sou caçula, sou pequena e esse é um dos meus apelidos também. Sou apaixonada por palavras. Eu amo escrever, violão,judô, praias, chocolate, me expressar, viagens, Deus, a vida e as pessoas que fazem parte dela.

domingo, 20 de novembro de 2011

So, we're go!



Está chato, mas não triste. Meio pesado, amargo, bobo, mas não dolorido.
Meio preto e branco, chovido, frio, mas não feio. Longe de desistir, mas cansada, sabe? É isso, só cansada!
Sabe? Eu tenho passado o dia imaginando mil maneira de como explicar quando não quer acreditar no efeito que alguém sobre a gente tem e permanece, num simples levantar de sobrancelha acompanhado de um cruzar de pernas e um movimento nasal no ato de inspirar e expirar de intolerância.
Embora eu saiba que eu fico daqui a espera de algo que não acontece, e você daí esperando a mesma coisa.Não sei o que dizer a você, apesar de saber o que você quer ouvir, a verdade é que não sei o que dizer a ninguém. Não posso voltar ao dia 27-08-2011 e mudar tudo o que aconteceu naquele dia, gostaria muito, mas vestir a mesma roupa não traz a mesma noite de volta. Eu não estava preparada, talvez ainda não esteja, mas não duvide que se um dia pensei em estar foi para você, com você, por você.
Dizer que perdoou, é fácil, talvez eu não tenha me perdoado sim, porém a gente sabe que se assim tivesse acontecido, você não estaria se vingando em legitima defesa. Todas as suas tentativas talvez inconsciente de me ferir acompanhada das minhas tentativas talvez com uma carga enorme de culpa de me ofuscar pra trazer o brilho de nós dois novamente, é invisível, fútil, no sense (como diria você), passada. Mas por favor não diga que não me importei, não pense isso, pelo amor, como eu queria que pudéssemos recomeçar, remar, re-amar, porque já se passaram 66 dias e não houve um deles que não lembrasse, pensasse, quisesse a gente de volta, porque não tinha acabado, vou além, ainda não acabou. Apesar de hoje saber que não é mais possível, pois esse dia penetrou de tal forma que hoje é um "iceberg" apesar da pequena ponta, não fazemos idéia do que se esconde a baixo do horizonte. 
Então, eu cansei, desculpa se parece desistência, entretanto, está aí a minha forma de defesa. Quero a pedaço bom de nós dois. Quero nos dar liberdade, entende?
A vida lá fora nos grita.
Às vezes sentimentos nobres batem à porta, implorando lugar, mas a gente perde tempo e só percebe depois (não que nós não valíamos mais a pena, mas a cicatrizes que ficam, ferem, sangram), é questão de espaço, sentimentos são oportunistas, só requerem espaço. e como li uma vez: impossível experimentar novos chás, sem esvaziar a xicara.
Acredito que sentimentos não condizem com o tempo, características, status, afinidades, mas com alma, entende?
Eu por vezes esperei a tempestade passar, aguardando um arco-iris, mas hoje eu descobri que o segredo é dançar com a chuva. So, we’re go!