Seja bem-vindo, volte sempre e o último a sair apaga a luz ! :D

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Eu sou Vanessa Provietti, tenho 25 anos, sou carioca, sou loira, sou linda, sou leonina, sou tricolor (é a ordem natural das coisas hahah), sou caçula, sou pequena e esse é um dos meus apelidos também. Sou apaixonada por palavras. Eu amo escrever, violão,judô, praias, chocolate, me expressar, viagens, Deus, a vida e as pessoas que fazem parte dela.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Lost .



Todos os dias encaramos a mesma realidade, devemos viver bem de forma honrosa ao ponto de vista alheio. Mas há momentos que simplesmente toda a nossa vida sai do rumo, nessas horas nos encontramos perdidos, imagino que isso também aconteça com você, no meu caso ocorrer constantemente. Muita gente pode se sentir extremamente irritada com isso, porém eu adoro quando isso acontece, na maioria das vezes, ao me ver perdida, eu verdadeiramente sinto um encontro com a serenidade, é que a outra grande parte do tempo estou passando com a insanidade (entenda como quiser), tenso não?


Não importa o quão longe você chegou em meio a confusão, não importa o tempo que se ficou imerso,perdido ou se ao se encontrar nessas circunstancias você caiu, desde que você saiba o caminho de volta (podemos culpar a labirintite, mas nós sabemos que nem temos essa merda).
Sempre pensei que não importa a queda, alguém estará te observando e nesse momento te dará força para não encarar seus maiores medos sozinho, não que isso me evite o tombo, sabe? Entretanto não tenho dúvida de que me abre os olhos em relação à grandeza que existe em erguer-se depois. E que mal há se no máximo alguém vai rir? Gosto demais dessa sensação, no meu ponto de vista, rir é o melhor narcótico da vida!


De vez enquanto, me encontro em lugares, com tantas pessoas, coisas que nem fazem muito sentido, até que eu ouça meu coração.
Durante algum tempo eu quis tanto, tanto desperta no coração o que eu quero e temo sentir, mesmo sabendo que isso pode ser trágico, eu sei que não trocaria isso por nada nesse mundo!


Ás vezes a gente só quer pensar que está deixando algo de bom, quando o que há de pior esta correndo insistentemente abaixo da superfície. É tão natural ter uma dor, é mais ainda fugir dela, que mal tem nisso? Todos nos sabendo quem é que sai perdendo no final, não temos outra alternativa, certo? E temos todas as alternativas do mundo.
E, é ai que você se sente grande, porque nos fazemos o que necessitamos apesar das conseqüências, dos perigos, dos receios, das coações. E por mais que você se sinta perdido, sempre há alguém do seu lado, por mais que seja doloroso, certamente será mais feliz.


É, eu me senti inteiramente perdida quando eu te olhei de um jeito distinto, e me senti só perdida porque não fazia idéia do que viria depois. E aqui estou eu de novo, mesmo sabendo que isso aqui não é para mim, que esse não é meu lugar, muito menos o mundo o qual queria fazer parte, mas esse é o lugar onde sabia que poderia te encontrar de novo, isso faz parte do seu mundo e eu só queria estar onde você também estivesse, ai eu voltei, voltei por você. E eu me sinto em paz agora!










segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Estarei torcendo por você, prometo!



Nessa minha curta trajetória de vida, obtive diversos aprendizados,

uns por escolhas outros por falta delas, uns resolvi levar para a vida e outros que, se puder, não repetiria. O fato é que por mais que tenhamos metas, planos, ideais inimagináveis, a única coisa capaz de ofuscá-los são essas frustrações que nos são impostas, como: a falta de fé em nos mesmos ou a oportunidade não dada pelo outro.
E, é por ter trago (querendo ou não) essas ciências para a vida, que eu decidi dar “chances”. Sim, pode parecer soberba, mas a verdade é que eu acredito no seu potencial.
Portanto não me decepcione, por favor, vai dê o melhor de si, vou além, desperte o melhor de mim.

Seja presente, mas não me sufoque. Pense em mim como um todo não apenas em partes. Não me chame de linda apenas, me dê motivos para acreditar nisso, diga que seu filho tem que ter meus cabelos, meu caráter, meu sorriso, mas nunca o meu gênio.
Não ambicione somente fazer parte dos meus planos, por favor, não espere muito de mim, porém faça planos comigo, me coloque nos teus sonhos e me faça voar. Ponha-me no seu dia, nos seus olhos, na sua vida!

Me abrace quando eu tocar você, me beije na testa, quero aquela corrente elétrica ao olhar em teus olhos, quero me sentir importante quando você por uma mecha minha atrás da orelha, me contrarie, me tire do sério, mas me faça rir. Faça-me acreditar em tudo isso, okay?
Improvise a ponto de que sua presença supere todas e quaisquer ausências.
Vai diga coisas que ninguém mais disse, finja que ninguém sentiu o que você sente!

Seja você e me deixa ser. Eu não sou santa, não mesmo, mas acredite em mim, tenha fé, é sua chance, não vou magoar você.
Conheça e esqueça meu passado, faça diferença no meu presente e se o futuro existir não me abandone, seja qual for a sua classificação, até lá.
Vamos é a sua vez, não se incomode com as lembranças que há em mim, não se amofine em tirá-la, mas me faça de verdade sentir saudades de você, só de você.
E eu? Estarei torcendo por você, prometo!


domingo, 17 de janeiro de 2010

Leva pra vida!



Esse sábado numa dessas nights cariocas, okay, no gramado da lapa,assisti a briga de um casal, não que isso seja a coisa mais rara do mundo,muito pelo contrario, é por ser tão comum a ponto de não me chocar nem um pouco.A mulher fazendo escândalo, o cara jogando a aliança longe,meu “amigo” narrando à briga, eu e tantos outros achando graça da “ceninha”,tudo tão inconseqüente.Por fim, como o esperado, ela ficou chorando e ele procurando a aliança.E eu concluindo que homens são idiotas, mulheres possessivase os seres humanos impulsivos quando se trata de relacionamentos amorosos.Não faço idéia do motivo da briga, confesso estar curiosa até agora,talvez eu até conheça fatores que podem tê-la resultado álcool, ciúmes,“mulherenguice”, falha na comunicação, falta de dedicação...Eu não sou psicóloga, to longe de ser terapeuta, e menos ainda conselheira amorosa, mas aprendi que nada deve ser resolvido de “cabeça quente”, que a boa é se divertir, não são apenas os homens que fogem de compromisso (sou eu também), que o dialogo não existi por acaso e que brigas de casal é melhor que comédia em 3D.É tanto afeto, é tanta festa, é tanta gente, é tanta coisa, é tanto surto, é pouca compreensão.É gente que gosta com excesso, é gente que nem sabe amar, é gente demais, é gente que se esquece, é gente que sabe muito, é gente que não sabe nada, é gente que acha graça.E no fim, cada um leva para vida a sua conclusão do tão incógnito amor.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Um dia a gente sente algo à mais.




As pessoas sempre vão embora e o que há de pior nisso?
É que ás vezes a gente só sente a dor da falta dela, porque não conseguimos lembrar de qualquer coisa importante de nossas vidas sem ela.  Até que um dia, a gente sente algo à mais. E nessa hora a gente acredita que ninguém mais sinta o que a gente sente, é natural, uma parte do que somos, sabe?

Então, descobrimos que não podemos sentir nada que o nosso coração não queira sentir, e essa se torna a moral de toda a nossa história.
Porque nós não podemos lutar contra o que queremos, vou além, são esforços em vão, tentativas fúteis.
E eu que queria tanto não lembrar de você, estou aqui resistindo para não perder sua imagem, ter medo de te esquecer é um fato.

Sabe, acho mesmo que tem momentos que a gente sempre quer ter de volta
e tem coisas que não mudaria nem se pudesse.
Eu poderia escolher por a culpa em você, no destino, no coração, na má sorte, nas escolhas ou no resto do mundo, porém não haverá outro momento em que meus motivos serão mais puros e que terei tanta certeza de que a vida nem sempre é justa, é assim que as coisas são.

Eu odeio a idéia de ter que jogar fora todos os esforços que tenha feito,
deste modo, será injusto dizer: "estarei esperando por você, mas me drogando de outros"?
Até que por fim perceba que para por um ponto final é necessário terminar o que começamos, logo, é imprescindível viver o que cobiçamos, mesmo que isso pereça junto com a gente.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Então, dane-se pela primeira vez no ano.


Então, dane-se que eu já tentei dormir trocentas vezes e não consegui,
dane-se que eu nunca me senti tão confusa a ponto de sentir minha cabeça explodir com tanta mistura.
Dane-se que pela primeira vez, por a cabeça no travesseiro não foi nem um pouco confortante,
dane-se  que pela  primeira vez, eu realmente quis passar um dia inteiro abraçada com você, fugir daqueles olhos e só mexer no seu cordão.
Dane-se que pela primeira vez, eu quis por minha cabeça no seu ombro e conseguir dormir.
E dane-se que foi por você e pela primeira verdadeira vez na vida!