Seja bem-vindo, volte sempre e o último a sair apaga a luz ! :D

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Eu sou Vanessa Provietti, tenho 25 anos, sou carioca, sou loira, sou linda, sou leonina, sou tricolor (é a ordem natural das coisas hahah), sou caçula, sou pequena e esse é um dos meus apelidos também. Sou apaixonada por palavras. Eu amo escrever, violão,judô, praias, chocolate, me expressar, viagens, Deus, a vida e as pessoas que fazem parte dela.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Dor.




Dor de cabeça. Dor no corpo. Dor física. Dor emocional. Dor no peito. Dor por dentro. Dor na alma. Eu nunca acreditei que essa dor se materializasse tanto. Porém tudo há primeira vez e sim. Doí como se você tivesse apanhado e muito. Sido surrada por uma multidão. Sido agredida por um mundo de mentiras.
Onde cicatrizaram sua força. Espancaram seu coração. Cuspiram na sua alma. E de resto pegaram todos os seus sentimentos bons, os melhores que já pode ofertar, e limparam o cú com eles. A pior das traições são aquelas que levam sua confiança, levam o melhor de você. Sabe aquele dito de "quanto maior o voo, maior a queda"? É, ele faz todo sentindo agora. Sabe todo aquele castelo de auto confiança? Sabe todo aquele escudo de proteção? Sabe aquela muralha de amor próprio? Eles me fazem muita falta agora. É, feito anti-vírus, você se sente seguro demais e deixa de usar e a consequência é a ameça vir e destruir teu sistema. É, mas assim como vírus, tudo depois que passa e trata a gente cria resistência. E hoje como uma garota que de qualquer forma na mais insignificante que seja pode vir a formar opinião, eu quero lhes dizer, que tenham sabedorias para não deixar que sua nobreza vire pedra, que nunca desistam de amar e ser amados, porque o ruim é não sentir nada. E que em meio ao asno, repulsa e ódio, vocês tenham a humildade de agradecer a Deus, seja por ter livrado, seja pela felicidade momentânea que um dia teve, pela a honestidade de ter sido e dado melhor de você. Por ter agido de acordo com seu coração e que tenha fé para não se perder e para perdoar, mas acima de qualquer coisa pela força de continuar, por aquela força que não se sabe que possui, até a única alternativa é ser forte.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Mudo pronomes!

Hoje seria mais um dia 25 comum, mas a vida transformou num dia memorável e especial. E você que está disposto a ler isso, não desista agora esse é o meu romance favorito. Provavelmente vocês já sabem quem eu sou, por isso não vou me limitar a apresentar os personagens desse conto. Então, vamos lá. Como todos estão carecas de saber, todo romance começa quando alguém nos encontra, e comigo não foi diferente. Há 1 ano e 5 meses atrás, um certo alguém entrou em minha vida de uma forma que eu nem sei explicar, e sinceramente não me cabe mais. Mas o fato é que eu até tento mais não sai. Acho que desde então os meus textos são trejeitos de por pra fora tudo o que ele tem feito por aqui, dentro, em mim. Ele chegou e mudou TUDO dentro do coração, do pensamento, da alma.
Veio imerso em bagunça e organização, sujeira e limpeza, festa e serenidade. Trouxe paz, felicidade, cumplicidade, parceria, e também amizade. Trouxe sorrisos, coração aberto, alegria, humor, grosseria, prazer. Trouxe confiança, ciúmes. Trouxe defeitos, qualidades, virtudes, afeto. Trouxe carinho, aquele que eu nem esperava. É, isso trouxe tudo o que eu precisava, tudo e muito mais. Ele trouxe algo que eu não sentia, aquilo que eu no fundo mais sonhava e precisava sentir: estava precisando amar e se sentir amada. Lógico que eu sou amada por Deus, pelos meus pais, famílias e amigos, até pelo meu cachorro, porém nada, repito nada se compara a ser amada por alguém como ele. Nada se compara do cheiro da nuca ao sentimento de troca, dos olhares decifrados sem uma palavra se quer a respiração perto do ouvido, do perfume ao sorriso, dos olhos de peixe morto a cara de criança levada. Nada se compara ao toque a preocupação, do carinho ao respeito, das ''porcarias'' ao coração. Como eu disse nada se compara, nada como eu e você. Eu sei que posso ser tudo - tua, uma amiga, companheira, filha, mãe, parceira, confidente, talvez. Mas não eu prefiro ser mais, eu prefiro ser algo mais. Eu prefiro namorada. A mulher. A pessoa que da colo depois de um dia de trabalho. A pessoa que aconselha no momento difícil. Aquela que vai amar como se fosse o último ser no mundo, como se fosse o mundo. E, é o meu mundo. O meu tudo. O amor da minha vida. E se eu puder fazer o que nunca ninguém fez por ele, eu farei e faço. E tudo o que está escrito aqui é ele descrito. É a nossa relação em palavras. São as vontades, manias, crises, brigas, discussões, encontros, desencontros, olhares, diálogos,  tudo. É ele. E sempre vai ser. Porque ninguém no mundo, pelo menos no meu, conquistou algo tão intimo de mim. O meu amor. Esse amor que não desiste da nossa historia. E que saber? Nem a gente! E só porque você leu até o final, tem mais, eu mudo pronomes! Te amo e que venha muitos e muitos 1 ano e 5 meses ³²¹ . <3